sexta-feira, 27 de maio de 2011

domingo, 22 de maio de 2011

terça-feira, 10 de maio de 2011

- ...se esquecer?

- ...se esquecer?

Como se esquecer...

Se nem me acho num daqueles perfeitos

Dias: hoje distante que fácil seria ser feliz

(que você não deixava de ser meu amor)

Que com tão pouco aos pés de um anjo

Fazia-se em santo manto o arrependido?

Embora haja razão para crer que não foi

Tudo em vão e que fito-a sob tal aureola

Aqui só estar parido desta estreita ilusão!

Ansiosa mente alterada por mais aguçada

Quando ouço terna e eterna a voz penso:

Há tempo a horas no vento que me abrigou

Já fui melhor aparentemente só eu creditava

Mas por fora de teus sensos tal era que hoje

Nem sombra restou e você me acompanhou

Nas vias na lida que aqui e ali neutra se deu

Ao espelho há cicatrizes caprichosas mente

Que pela brisa se multiplicou e às faces...

A estas amigáveis... Cravou-se! 21/04/_11.L.E.z.

sábado, 7 de maio de 2011